Promessa da Ginástica Artística, Diogo Soares diz que Jogos Abertos são um estímulo

Atleta de Piracicaba garantiu duas medalhas para o Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude: prata na barra fixa e bronze na individual geral; ele participou das provas de Ginástica Artística na categoria 16 anos nesta sexta (23) em São Carlos

As medalhas chamam a atenção. Uma de prata e outra de bronze. E estavam ali, expostas. Elas explicam um dos motivos pelos quais o atleta Diogo Brajão Soares, da equipe de Piracicaba, é considerado uma jovem promessa da Ginástica Artística nacional. Depois de conquistar prata na barra fixa e bronze na classificação individual geral para o Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude, na Argentina, o atleta veio para São Carlos competir nos Jogos Abertos do Interior.

“Quando eu era pequeno, gostava muito de assistir as competições pela TV. Eu via o Diego Hypólito e todos esses atletas que aparecem na televisão. E quando você leva os jogos para a escola, é muito legal, porque pode estimular nas crianças a vontade de praticar o esporte. É como se ajudasse a pessoa a crescer no esporte, a crescer nos sonhos dela”, falou o atleta, que disputou as primeiras provas da categoria masculina até 16 anos nesta sexta-feira (23), no Ginásio da Escola Educativa.

O atleta tem sido apontado como favorito por onde passa devido aos resultados expressivos em todas as categorias. “Para conseguirmos grandes sonhos, precisamos passar pela base primeiro, subir um degrau de cada vez. E a cada medalha conquistada, aumenta o ânimo para entrar no ginásio de cabeça erguida e ir em busca de outros sonhos. E, com isso, nosso desempenho vai melhorando e vamos nos fortalecendo, por isso competições como essa são importantes, são um estímulo também para os atletas”, disse o ginasta.

Há 12 anos treinando quatro horas por dia, de segunda à sexta-feira, Diogo Soares tem ganhado o Estadual e o Brasileiro no individual geral desde 2011. Uma hegemonia de sete anos nas categorias Pré-infantil (9 a 11 anos), Infantil (11 a 13) e Juvenil (14 a 17).

“Percebemos que ele se destacaria desde o primeiro campeonato que participou, com 9 anos. Ele pegou medalha de ouro na paralela nos Jogos Regionais, categoria de 9 a 16 anos. Foi muito bom o resultado, já que competia com atletas de 16 anos. Ali tivemos certeza de que ele era diferenciado”, relatou o técnico que treina Diogo desde os 4 anos de idade, Daniel Biscalchin.

Nos Jogos Sulamericanos da Juventude, no Chile, Diogo levou seis medalhas de ouro: por equipe, individual geral, solo, cavalo, saltos e barra fixa. E em 2017 foi o 7º colocado no geral e o 3º na barra fixa no International Junior Gymnastics Competition, uma competição intercontinental juvenil, realizada no Japão, que reuniu atletas com idades entre 14 e 17 anos.

“Naquele momento eu acreditei mais ainda na possibilidade de que ele já consiga ir para as próximas Olimpíadas”, falou o treinador. Para Diogo, cada conquista é uma enorme alegria e uma motivação a mais para persistir e melhorar nos treinos.

“É até difícil descrever a sensação que sinto com as vitórias. É uma mistura de felicidade com alívio e alegria por ter conseguido, uma sensação de sonho realizado, não tem como explicar o tamanho da felicidade. Na minha vida inteira, nunca mais vou esquecer esses momentos, especialmente quando recebi as medalhas nos Jogos Olímpicos da Juventude. Nunca mais vou esquecer da luta que tive no ginásio, fazendo as provas bem cansado às vezes, tudo isso vai ficar marcado e sempre vou lembrar que realmente valeu a pena”, relatou o atleta de Piracicaba.

AUTÓGRAFO – A semelhança com o medalhista olímpico Diego Hypólito não está só nome, embora esse seja confundido algumas vezes, até pelo técnico, confessa. Mas também na simpatia. Ao final das provas desta sexta-feira, Diogo Soares atendeu todas as crianças que esperavam por um autógrafo do ginasta que deu um show nos aparelhos.

“A curiosidade é grande, especialmente por ser uma arte linda. As apresentações até me tiram o fôlego, porque é bastante tenso na hora que estão fazendo. São Carlos foi privilegiada com a realização dos Jogos Abertos aqui, nunca tinha visto ginástica ao vivo”, falou a designer Jacqueline Lima.

Mais imagens das provas desta sexta-feira, da Ginástica Artística nos Jogos Abertos, podem ser conferidas na galeria de fotos desta sexta (23).

Fotos